Leia mais

Idosos precisam mais que BBB

Entenda-se como BBB não o programa de futilidades, e sim: bingo, bailinho e bocha; pedese muito mais que isso para o envelhecimento bem-sucedido

Não! Não estou falando da casa mais vigiada do Brasil, mas é um assunto para ficar de olho. No caso aqui, o BBB que falo é da oferta quase que exclusiva aos idosos de bingo, baile e bocha.

Você pode estar perguntando o que tem de errado com isso? Afinal são atividades que geram movimento, socialização e ganhos na qualidade de vida dos idosos. E sim é verdade sobre o ganho dessas atividades, a reflexão que faço aqui como especialista é que precisamos de muito mais quando se fala de envelhecimento bem-sucedido. 

Envelhecer é uma condição natural do ser humano e só existe uma forma de não envelhecer, morrer jovem! Como creio que ninguém tem planos de morrer jovem, é necessário aprender sobre a fase da vida que provavelmente será a mais longa vivida, maior que a infância, adolescência, juventude e vida adulta. 

Nessa jornada do envelhecimento, sabemos que, sim, existem perdas e até adoecimento, no entanto não devemos considerar natural o adoecimento e a fragilização, pois envelhecer não é sinônimo de doença e sim, é possível envelhecer bem. 

METODOLOGIA BBB

Mas o que é envelhecimento bem-sucedido? É o processo de envelhecer de forma saudável e ativo, considerando-se as dimensões física, cognitiva e social. Em 2020 foi publicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) um relatório sobre o panorama e o ideário do envelhecimento bem-sucedido para a década de 2021 a 2030.

Nesse relatório foram elencados três grandes fatores que podem interferir e ser decisivos para um envelhecimento bem- -sucedido: a funcionalidade de mobilidade e cognição para desempenhar suas atividades de vida diária, sua plasticidade emocional, que mostra como a pessoa enfrenta seus problemas e os fatores ambientais que fazem a conexão entre o ambiente em que se vive (sua casa) e o apoio familiar e contexto social. 

Esse conceito valida o questionamento sobre a metodologia BBB e nos faz entender que não existe fórmula única para um bom envelhecimento. É fundamental conhecer e estudar sobre o público e suas especificidades. Outro ponto é que ninguém nasce, cresce e envelhece igual por isso é necessário entender as pluralidades das velhices pois existem diversos perfis de pessoas idosas na sociedade e que vão requerer demandas diferentes para bom envelhecimento.

DESACELERA!

Para encerrar deixo algumas dicas de envelhecimento bem- -sucedido que podem iniciar a qualquer tempo. Aprenda sobre o processo de envelhecer e suas fases, cerque-se de profissionais especialistas na área, ame-se e não renuncie ao autocuidado, movimente-se naturalmente, tenha uma alimentação baseada em produtos frescos e vegetais, encontre o seu propósito, desacelere e faça coisas que nutram a alma, pratique a fé, invista na família, cerque-se de amigos, não se isole e contribua para a comunidade, afinal, “ninguém pode fazer tudo, mas todo mundo pode fazer alguma coisa”.

 

  • Hayde Grazieli Fernandes é graduada em Comunicação Social com especialização em Gerontologia pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Alberto Einstein. Proprietária do Residencial de Idosos Bálsamo de Gileade e palestrante sobre longevidade. Interaja com a autora nas redes sociais: @Haydegra - @balsamogileadecvel

+ Leia mais